Não posso tabelar’, diz Bolsonaro sobre preço da carne

Não posso tabelar’, diz Bolsonaro sobre preço da carne

O presidente Jair Bolsonaro afirmou, na tarde deste sábado (30.nov.2019), que não pode tabelar o preço da carne. Segundo o militar, há uma “pequena crise” nos preços, mas que haverá redução.

As declarações foram feitas em conversa com populares que o aguardavam no Palácio da Alvorada, em chegada de viagem do Rio de Janeiro.

A alta nos preços da carne foi de 5% a 26%, dependendo do corte, desde janeiro. O aumento dos preços é consequência, sobretudo, do aumento da demanda dos chineses.

A peste suína africana levou à perda de 40% do rebanho de suínos do país. A China está comprando mais carne bovina de muitos países, incluindo o Brasil. As exportações para o país asiático passaram de 20.000 toneladas em junho para 65.000 em outubro.

“É a lei da oferta e da procura”, justificou o presidente em conversa com populares que estavam no Palácio da Alvorada. “Eu não posso tabelar [o preço da carne] e inventar. Não vai dar certo”, completou.

Bolsonaro disse que há uma “pequena crise”, mas que o preço vai melhorar. “Daqui a 1 tempo acho que vai diminuir”, declarou. A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, disse ao Poder360 na 5ª feira (28.nov) que o consumidor brasileiro deve se acostumar com o aumento no preço da carne nos últimos meses.

Bolsonaro disse ainda que foi “intimado” pela primeira-dama, Michelle Bolsonaro, para assistir o stand up do pastor Cláudio Duarte, que será no Convenções Ulysses Guimarães (SDC), às 20h, neste sábado.

 

 

Bolsonaro sobre o preço da carne



Bolsonaro sobre o preço da carne: ‘daqui a um tempo, acho que vai diminuir

BRASÍLIA – O presidente Jair Bolsonaro afirmou acreditar que o preço da carne vai diminuir “daqui a um tempo”. A declaração foi dada enquanto falava com turistas na entrada do Palácio da Alvorada, neste sábado, 30.

Um dos turistas, que se identificou como pecuarista, agradeceu a Bolsonaro pelo preço da arroba do boi e afirmou que isso iria entrar para a história. A carne bovina sofreu forte reajuste nas últimas semanas, chegando ao segundo preço mais alto desde o Plano Real.

“Mas a carne, aqui, internamente, daqui a um tempo acho que vai diminuir o preço”, ponderou Bolsonaro ao pecuarista. “É a lei da oferta e da procura”, afirmou na sequência aos turistas. Ele citou que, ao abater matrizes de gado, a tendência era faltar carne e o preço aumentar. “Tivemos uma pequena crise agora no preço da carne, mas vai melhorar.”

Na última quinta-feira, 28, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, afirmou ao Estado que o preço da arroba do boi gordo, que em São Paulo teve aumento real de 35% em um mês, não vai mais retornar ao patamar anterior.

Neste sábado, 30, Bolsonaro falou aos turistas que não pode tabelar o preço do produto. “Eu não posso tabelar e inventar. Não vai dar certo.”

 

 

Não posso tabelar’, diz Bolsonaro sobre preço da carne

Poupança ainda é o investimento preferido do brasileiro

Universo dos sabores-só receitas

Portal de Noticias

Portal evangélico de Noticias. As melhores noticias do Brasil e do mundo em tempo real. Musicas, eventos, esportes, diversão, ciências, medicina, saúde e tudo isso e muito mais pra você ficar informado dos acontecimentos.

Deixe uma resposta

Radio Web Deus é FielAcesse