Saiba tudo sobre a carreira em Ciência da Computação

Ascensão das novas tecnologias traz currículo alinhado à prática, inovação e criatividade. Mercado para desenvolvimento e soluções de TI continua promissor.

Bacharelado prepara os estudantes para trabalhar com projeto e desenvolvimento de software, incluindo aplicações para dispositivos móveis e jogos eletrônicos

iência da Computação é para quem quer trabalhar com projeto e desenvolvimento de software, incluindo aplicações para dispositivos móveis e jogos eletrônicos. O mercado de trabalho para a área é um dos mais atrativos, com grande oferta de oportunidades nos mais diversos setores, processos e atividades produtivas, no Brasil e exterior. Avaliado com 4 estrelas pelo Guia do Estudante da editora Abril, o curso de Ciência da Computação da Universidade de Fortaleza (Unifor) estimula a atuação na elaboração autoral de produções gráficas, manutenção do ambiente tecnológico das organizações, gestão de projetos e governança de Tecnologia da Informação (TI). Com duração de quatro anos, o bacharelado prepara os estudantes para trabalhar com projeto e desenvolvimento de software, incluindo aplicações para dispositivos móveis e jogos eletrônicos. Além disso, eles têm acesso a uma formação abrangente e transdisciplinar que alia conhecimento científico e capacitação técnica. Diferenciais como estrutura completa e laboratórios de ponta estão presentes no cotidiano acadêmico dos futuros profissionais, além disso, ferramentas e equipamentos sempre atualizados como a robótica educacional, através da plataforma LEGO EV3, para o ensino do Pensamento Computacional, facilitando a compreensão de conteúdos curriculares e diferentes habilidades, como o trabalho colaborativo, o raciocínio lógico e a criatividade dos alunos. Entre os diversos espaços à disposição dos alunos, o destaque é para os laboratórios de circuitos eletrônicos, redes convergentes e visão computacional. Na Unifor, o direcionamento do estudante ao mercado de trabalho ocorre, também, através de parcerias estratégicas com organizações nacionais e internacionais de TI, como ABRAMTI, IBM e Microsoft. Para isso, o aluno de Ciências da Computação da Unifor conta com o Núcleo de Aplicação em Tecnologia da Informação (NATI) na sua formação. Projeto especial vinculado à Reitoria da Universidade, o NATI propicia a interação do conhecimento teórico com a aplicação prática dos alunos nos diversos cursos de graduação. Nele, alunos e professores desenvolvem projetos de inovação voltados às necessidades do

Saiba tudo sobre a carreira em Ciência da Computação

Ciência da Computação é para quem quer trabalhar com projeto e desenvolvimento de software, incluindo aplicações para dispositivos móveis e jogos eletrônicos. O mercado de trabalho para a área é um dos mais atrativos, com grande oferta de oportunidades nos mais diversos setores, processos e atividades produtivas, no Brasil e exterior.

Avaliado com 4 estrelas pelo Guia do Estudante da editora Abril, o curso de Ciência da Computação da Universidade de Fortaleza (Unifor)estimula a atuação na elaboração autoral de produções gráficas, manutenção do ambiente tecnológico das organizações, gestão de projetos e governança de Tecnologia da Informação (TI).

Com duração de quatro anos, o bacharelado prepara os estudantes para trabalhar com projeto e desenvolvimento de software, incluindo aplicações para dispositivos móveis e jogos eletrônicos. Além disso, eles têm acesso a uma formação abrangente e transdisciplinar que alia conhecimento científico e capacitação técnica.

Diferenciais como estrutura completa e laboratórios de ponta estão presentes no cotidiano acadêmico dos futuros profissionais, além disso, ferramentas e equipamentos sempre atualizados como a robótica educacional, através da plataforma LEGO EV3, para o ensino do Pensamento Computacional, facilitando a compreensão de conteúdos curriculares e diferentes habilidades, como o trabalho colaborativo, o raciocínio lógico e a criatividade dos alunos. Entre os diversos espaços à disposição dos alunos, o destaque é para os laboratórios de circuitos eletrônicos, redes convergentes e visão computacional.

Na Unifor, o direcionamento do estudante ao mercado de trabalho ocorre, também, através de parcerias estratégicas com organizações nacionais e internacionais de TI, como ABRAMTI, IBM e Microsoft. Para isso, o aluno de Ciências da Computação da Unifor conta com o Núcleo de Aplicação em Tecnologia da Informação (NATI) na sua formação. Projeto especial vinculado à Reitoria da Universidade, o NATI propicia a interação do conhecimento teórico com a aplicação prática dos alunos nos diversos cursos de graduação. Nele, alunos e professores desenvolvem projetos de inovação voltados às necessidades do

Confira a seguir entrevista com a professora Liádina Camargo, coordenadora do curso de Ciência da Computação da Unifor:

UNIFOR: Como está o mercado de trabalho para o profissional de Ciência da Computação? Está crescente, em expansão, em alta? Por quê?

Liádina Camargo: O profissional de Ciência da Computação é responsável pelo desenvolvimento de soluções de TI, que incluem aplicativos, programas e dispositivos, além de implantação da infraestrutura (redes e armazenamento) necessária ao efetivo funcionamento dos computadores em uma organização. As empresas e seus clientes/usuários estão cada vez mais dependentes de ferramentas tecnológicas, de modo que, qualquer que seja o porte, natureza ou segmento de mercado, toda organização demanda uma estrutura mínima para sustentação e continuidade dos negócios. Aliás, é crescente a percepção, por parte dos gestores, de que a TI é o próprio negócio, não podendo mais ser conduzida de forma “apartada”. Nesse cenário, de complexidade e demanda crescentes, ampliam-se a cada dia as oportunidades de atuação dos profissionais de Ciência da Computação, denominado de Cientista da Computação.

UNIFOR: Qual são as áreas de atuação em que há mais contratações de recém-formados? E para quem já tem experiência? Por quê?

Liádina Camargo: O mercado de desenvolvimento de jogos e aplicativos para dispositivos móveis (smartphones) permanece aquecido, com perspectivas de crescimento constante nos próximos anos. Outra área em expansão é o especialista Big Data, profissional responsável por minerar e interpretar os dados (internos e externos à empresa), transformando-os em ferramentas para suporte às decisões. A inteligência artificial também tem provocado alterações importantes no mundo corporativo, através da automatização de tarefas em ampla escala, trazendo oportunidades promissoras aos profissionais de TI, que passam a trabalhar com ferramentas como o Machine Learning e Deep Learning, com aplicação na análise de dados em larga escala, reconhecimento de padrões, simulação e tomada de decisão. Nesse contexto, de amplas transformações, cresce também a preocupação com o uso do espaço cibernético, emergindo questões de proteção aos dados e privacidade nas informações, reforçando assim a necessidade de prover segurança aos dados, sistemas e ambientes computacionais, oportunizando a atuação do profissional de segurança cibernética. Além de todas essas áreas emergentes, citadas acima, permanecem em expansão as áreas tradicionais, de analista de sistemas, arquiteto de software, gerente de projetos de TI e especialista de infraestrutura (redes, banco de dados convencionais ou não, sistemas operacionais, analista de dados).

UNIFOR: Onde estão as melhores oportunidades (regiões, cidades etc)? Por quê?

Liádina Camargo: No Nordeste, Ceará e Pernambuco, são fortes demandadores de profissionais de TI. Em Pernambuco, o Porto Digital e o CESAR (Centro de Estudos Avançados do Recife) exercem um papel relevante na capacitação e contratação de mão de obra especializada. Na região sudeste, destacam-se os parques tecnológicos de Belo Horizonte, Campinas e São José dos Campos, todos vinculados a grandes universidades. Em Fortaleza, está em curso a construção de um parque tecnológico, conduzido pela Secitece (PMF) em parceria com as principais Universidades: UFC, UECE e Unifor. A Unifor também mantém o TEC Unifor, parque tecnológico que abriga algumas empresas locais com foco em pesquisa e inovação. Também os egressos do curso de Ciência da Computação da Unifor estão atuando fora do Brasil visto que a formação do Cientista da Computação favorece é abrangente.

UNIFOR: Quais são as tendências e perspectivas futuras para essa profissão?

Liádina Camargo: Como comentado antes, as perspectivas de crescimento são bastante promissoras nesta área, mesmo no atual cenário de retração econômica. As tendências emergentes, como uso intensivo da internet (internet das coisas – IOT), automatização e digitalização de tarefas (notadamente no mercado financeiro, áreas jurídica e médica), além da ampliação do uso de aplicativos móveis, demandam cada vez mais profissionais com habilidades técnicas bem específicas e visão sistêmica.

UNIFOR: Surgiram novas áreas de atuação?

Liádina Camargo: As inovações na área de TI são crescentes e em alta velocidade, além das áreas já citadas, novas demandas têm surgido para o uso da tecnologia no auxílio a investigação/peritos, as plataformas de cruzamento e análise de dados para fins de contribuição a investigação de crimes é destaque nos tempos de agora, a partir de uma integração de soluções computacionais. O egresso da Ciência da Computação atua em diversas frentes, tanto na indústria, comércio, saúde, pesquisa, agronegócio, finanças, entretenimento, educação e muitas áreas que buscam na computação a sustentação do seu modelo de negócio.

Fonte: G1

Radio Web Deus é FielAcesse