Significado dos sonhos: Como interpretar seu sonho

Significado dos sonhos: Como interpretar seu sonho

Digamos que você tenha um sonho sobre o seu ex que se assemelha muito à cena em Titanic, em que Jack e Rose embaçam a janela de um carro.

Isso significa que você quer voltar com seu ex? Isso significa que você deve reservar um cruzeiro para as próximas férias? Ou talvez apenas signifique que você precisa assistir a Titanic novamente, sozinho em um quarto escuro?

Muitas vezes nos perguntamos se nossos sonhos carregam significados. Mas para entender a mensagem por trás deles, é importante primeiro entender os estágios em que sonhamos, como nosso cérebro obtém o conteúdo de nossos sonhos e como podemos desempenhar um papel ativo no processo de recall.

Veja o que você precisa saber e fazer para interpretar os seus sonhos:

É improvável que você se lembre mais de 10% dos seus sonhos.

Os sonhos são mais vívidos e frequentes durante a fase de sono do movimento rápido dos olhos (REM), segundo Tore Nielsen, psiquiatra da Universidade de Montreal e diretor do Laboratório de Sonhos e Pesadelos do Hospital Sacré-Coeur, em Montreal. Quando as pessoas são acordadas do sono REM no laboratório, segundo Nielsen, elas tendem a ter mais lembranças de seus sonhos.

O REM é o estágio que fornece energia ao seu cérebro e corpo, o que é essencial para o seu desempenho no dia seguinte. Seus músculos estão “desligados”, mas seu cérebro ainda está ativo, alimentando o conteúdo de seus sonhos.

A qualidade dos seus sonhos normalmente varia dependendo da hora da noite. No início da noite, o período REM pode levar a um sonho curto, como um trailer de filme, disse Nielsen. Mais tarde, durante um período REM muito mais longo, você pode ter um sonho mais parecido com um filme.

Os adultos normalmente têm de 4 a 6 sonhos por noite, de acordo com a Fundação Nacional do Sono, embora não se lembrem de todos eles.

″É improvável que alguém se lembre de mais de 10% de seus sonhos em uma noite”, estima Robert Stickgold, professor de psiquiatria da Harvard Medical School. “Estamos apenas sonhando demais.”

Em outras palavras, você provavelmente não terá a imagem completa do que aconteceu quando estiver acordado.
As suas experiências e emoções influenciam os seus sonhos.

Então, de onde vem o roteiro para os trailers e filmes que surgem na sua cabeça?

Os sonhos são uma combinação de memórias antigas e memórias recentes, explica Nielsen. Muitas das imagens dos sonhos vêm do dia anterior (o psicanalista Sigmund Freud chamava isso de “resíduo do dia”) ou da semana anterior (conhecido como “efeito de atraso do sonho”).

Muitas vezes você tem uma imagem em seus sonhos que parece aleatória, mas na verdade não é tão aleatória assim. Talvez você tenha visitado uma exposição de flores no fim de semana anterior, disse a Nielsen como exemplo, e então as flores apareceram em seu sonho na semana seguinte.

Embora as imagens de suas memórias possam aparecer em seus sonhos, você nunca relembra as memórias como elas ocorreram, exceto no caso do transtorno de estresse pós-traumático, disse Stickgold.

Em vez disso, o cérebro determina o que você sonha calculando quais de suas memórias recém-formadas são mais valiosas e ainda não totalmente compreendidas, explicou ele. Além disso, você também sonha com as coisas que seu cérebro conecta à memória recente.

Veja um exemplo fornecido por Stickgold: digamos que você quase sofreu um acidente de carro. Esse evento pode aparecer em uma forma diferente em seus sonhos – como dirigir carrinhos com seu filho em um parque de diversões. Ele pode estar rindo, mas você pode sentir muito estresse.

“Memórias emocionais parecem ter prioridade para nossos sonhos”, disse Stickgold.

Como resultado da memória próxima do acidente de carro, você pode ter uma associação negativa com carros de brinquedo no sonho. Ou o sonho pode ajudá-lo a minimizar o risco que você originalmente associou ao evento.

“Isso pode me fazer perceber que, quando você está em carrinhos de bate-bate, cerca de 100 outros carros batem em mim e estou bem”, disse Stickgold.

A maioria dos sonhos tem algum tipo de emoção neles, que geralmente vem de emoções reais que você experimentou, disse Lisa Medalie, especialista em medicina comportamental do sono da Universidade de Chicago.

“Muitos dos meus pacientes vão explicar que, em momentos de estresse, eles experimentam mais sonhos que são gatilhos de ansiedade”, disse Medalie. “Com base na minha experiência clínica, parece que as emoções do dia desempenham algum papel no tom emocional dos sonhos.”

Existem alguns temas que são comuns em sonhos, mas seus significados são singulares.

Existem alguns temas que os estudos mostraram serem mais comuns do que outros em sonhos. Um estudo constatou que 81,5% dos participantes relataram ter um sonho em que estavam sendo perseguidos, 76,5% sonharam com uma experiência sexual e 73,8% sonharam com uma queda.

Outros sonhos típicos – como perder os dentes – remontam a experiências de nossa infância, disse Nielsen, acrescentando que os insights nessa área são um tanto especulativos devido a informações limitadas.

Quando crianças, todos perdemos nossos dentes de leite. Sua reação emocional a esse evento, assim como a dos seus pais, pode ser diferente da de outra pessoa e de sua família, disse Nielsen.

Nossos sonhos podem nos informar sobre as emoções que ainda não estamos administrando ou explorando durante o dia.

Essas reações ficam armazenadas na memória de longo prazo – e podem aparecer novamente mais tarde, como um modelo, com outras coisas ligadas a ela. Por essa razão, quando você sonha com dentes, isso deve ser examinado dentro do seu contexto atual.

“Que coisas aconteceram recentemente em sua vida? Que emoções foram trazidas? Existe alguma coisa na sua vida que seja semelhante ao que seu modelo emocional era a partir desse momento?”, questiona Nielsen,

Suas respostas a essas perguntas são o que tornam sua versão do sonho diferente da de outra pessoa.

Um sonho em que você perde os dentes pode ser muito positivo para uma pessoa, ele disse, porque eles estavam recebendo US$ 5 para cada dente e amavam a fada do dente. Para eles, um dente caindo pode ter sido ótimo. Outra pessoa pode ter os dentes arrancados em uma briga, o que levaria a uma associação mais negativa.

Como resultado, Nielsen não suporta a abordagem de “dicionário de sonhos”, que atribui um significado geral a cada tipo de sonho.

Relembrar os seus sonhos é a melhor maneira de decifrá-los.

Quando você acorda pela primeira vez, Stickgold recomenda deitar na cama com os olhos ainda fechados. Abrir os olhos e se movimentar pode substituir as memórias por novas sensações.

“Você quer se lembrar de estar no sonho”, disse ele.

Depois de recordar o que ocorreu em seu sonho, você pode usar um diário ou aplicativo de sonho para registrar os detalhes, sugeriu Nielsen.

Participar de um grupo de sonhos é outra ótima maneira de processar o conteúdo dos seus sonhos, disse Nielsen, mesmo que o grupo não seja liderado por um especialista. Pode estimular seu desejo de recordar sonhos, a fim de participar de discussões em grupo.

Se você quer falar com um profissional sobre um sonho, Nielsen recomendou procurar um psicólogo que usa análise de sonhos em sua prática. Alguns terapeutas podem não necessariamente ser treinados em interpretação de sonhos, mas podem usar sonhos ou pesadelos como ponto de partida para falar sobre questões mais profundas ou reações emocionais de um paciente.

“Eu acho que os sonhos podem realmente desbloquear muito rapidamente os problemas emocionais subjacentes que as pessoas têm e que precisam de ajuda em sessões de psicoterapia”, disse Nielsen.

Os sonhos mostram as possibilidades, não a resposta.

“Os sonhos de muitas pessoas evocam emoções com as quais eles lutam durante o dia”, disse Medalie.

Você pode aprender com seus sonhos prestando muita atenção nas emoções que sente quando acorda de cada uma das noites, acrescentou ela.

“Sabendo que os sonhos são um reflexo da nossa vida acordada, eu suspeito que nossos sonhos podem nos informar sobre as emoções que ainda não estamos administrando ou explorando durante o dia”, disse Medalie. “Podemos então pensar em como podemos abordar nossa luta emocional mais diretamente.”

Se você acordar ansioso com seus sonhos e se exercitar ajuda a reduzir sua ansiedade, talvez o mais importante seja que você se exercite mais, disse Medalie.

Então, tudo isso significa que seus sonhos estão tentando lhe dizer alguma coisa?

Não necessariamente. De acordo com Stickgold, os sonhos tentam te mostrar possibilidades. Ele compara a situação com a diferença que existe entre um livro e uma peça de teatro. O texto fornece informações, enquanto uma peça mostra as possibilidades de interpretação.

“Sonhar, [nesse caso], é como uma boa peça”, disse Stickgold. “Você não sai de uma boa peça dizendo: ‘OK, agora eu sei o que devo fazer se X acontecer.’ Você sai dizendo: ’um mundo inteiro se abriu que eu nunca tinha pensado antes. Eu acho que é isso que o cérebro está tentando mostrar – um mundo de possibilidades”, conclui.

Este texto foi originalmente publicado no HuffPost US e traduzido do inglês.

Significado dos sonhos: Como interpretar seu sonho

 

Brasil sofreu 15 bilhões de ataques cibernéticos

Portal de Noticias

Portal evangélico de Noticias. As melhores noticias do Brasil e do mundo em tempo real. Musicas, eventos, esportes, diversão, ciências, medicina, saúde e tudo isso e muito mais pra você ficar informado dos acontecimentos.

Deixe uma resposta

Radio Web Deus é FielAcesse